A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Gestão do Acesso Vascular

O acesso vascular é frequentemente referido como a «tábua de salvação» do paciente. Dada a importância vital deste tópico, a NephroCare desenvolveu várias ferramentas e serviços que visam a gestão e cuidados do acesso vascular. Mais de uma década de experiência nas nossas clínicas NephroCare deu-nos um alto nível de especialização em cuidado renal. Reinvestimos constantemente esta experiência na rede NephroCare na forma de diretrizes e abordagens de melhores práticas enriquecidas e guiadas por serviços de coordenação e ferramentas da NephroCare.

A Fístula Arteriovenosa (FAV)

A Fístula Arteriovenosa (FAV) é reconhecida mundialmente como o acesso preferencial nos doentes em hemodiálise.

Muitos programas destinam-se principalmente a melhorar a fístula, mas a experiência do cirurgião e a qualidade da equipa de cuidados ao doente em diálise pode afetar o sucesso da FAV.

Para a maioria dos doentes, antes de começar a hemodiálise, deve existir um plano de avaliação e colocação de uma FAV.

Os doentes que usam uma FAV apresentam um melhor estado de saúde, têm a capacidade de realizar atividades físicas em comparação com os doentes que usam um Cateter Venoso Central (CVC).

Cateter Venoso Central (CVC)

O Cateter Venoso Central (CVC) é um corpo estranho que pode provocar uma inflamação crónica e, portanto, levar à desnutrição, anemia e doenças cardiovasculares. Poderá levar a fluxos sanguíneos menores do que o esperado e, desta forma, a uma diálise ineficiente a partir do acesso de recirculação.

As complicações relacionadas com o uso prolongado de cateter na hemodiálise incluem o aumento da morbilidade, da mortalidade e dos custos.

Em média, os doentes com CVC são mais propensos a infeções relacionadas com o acesso vascular, passam em média mais dias por ano no hospital e têm duas vezes mais risco de morte em comparação com os doentes que usam uma FAV.

A responsabilidade de iniciar o processo é dos nefrologistas que também têm o know-how científico para compreender melhor para que categoria de doentes em hemodiálise o CVC continua a ser uma alternativa.

Apoiar a Gestão do Acesso Vascular ao nível clínico

Os procedimentos para colocar e retirar a fístula arteriovenosa e enxertos e para os cateteres venosos centrais são descritos em detalhe no documento Cuidados Padrão de Diálise da NephroCare.

Desenvolvemos nas nossas clínicas o proHD Set e o proHD CVC para apoiar os procedimentos de colocar e retirar dos doentes em linha com os requisitos de Cuidados Padrão da Diálise da NephroCare e Diretrizes de Controlo de Infeção e Higiene da NephroCare. Estas ferramentas são o resultado da investigação e compreensão das necessidades clínicas, seguido por um estudo técnico de mercado.

A publicação do «Guia de Cuidados e Canulação do Acesso Vascular - Um Guia de Boas Práticas de Enfermagem para a Fístula Arteriovenosa» é o resultado de um projeto conjunto entre a Fresenius Medical Care e a EDTNA/ERCA.

O conhecimento e a pesquisa para a preparação do Guia foram apoiados pelos dados clínicos da NephroCare recolhidos através de um módulo do acesso vascular dedicado no EuCliD.

O Módulo do Acesso Vascular, também denominado VASACC, foi concebido para ser utilizado pelos enfermeiros para recolher dados de cada tratamento sobre

  • Técnica de canulação
  • Orientação do bisel durante a canulação
  • Distância entre a agulha arterial e venosa
  • Direção da agulha arterial
  • Rotação da agulha (após a inserção da agulha)
  • Número de perfurações repetidas em caso de canulação problemática
  • Avaliação do acesso vascular para sinais e sintomas de infeção e oclusão.

Este módulo tem como objetivo monitorizar pormenorizadamente os fatores que influenciam a sobrevivência do acesso vascular e melhorar o processo de reconhecimento precoce dos riscos de falha.

Foi criado um Curso no Fresenius Learning Center sobre o Acesso Vascular para formação no local nas unidades de diálise. O curso está dividido em três módulos principais:

Fístula arteriovenosa, enxerto arteriovenoso e cateter venoso central e abrange a criação, maturação, cuidado e gestão para todos os tipos de acessos vasculares utilizados na diálise.

Esta formação especializada na nossa rede NephroCare contribui para um melhor conhecimento das práticas sobre o acesso vascular.

Serviços endovasculares e cirurgias do acesso vascular

Os centros de diálise da NephroCare proporcionam elevados níveis de conhecimento para o desenvolvimento e gestão dos Centros de Acesso Vascular (CAV) que realizam serviços endovasculares e cirurgias de acesso vascular.

Monitorizar os sucessos do acesso vascular

A Gestão dos Acessos Vasculares é uma parte integrante do programa de Excelência da NephroCare e contribui para a otimização das terapias da IRC, para assim melhorar os resultados dos doentes. O programa de Excelência da NephroCare traduz-se através dos objetivos dos Indicadores Chave de Desempenho dedicados que são monitorizados através do Balanced ScoreCard.