A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Gestão da progressão

A gestão da progressão da IRC destina-se a abordar uma multiplicidade de fatores que se sabe estarem associados à progressão. A NephroCare apoia e incentiva a utilização de uma estratégia comum que adota as melhores práticas médicas incluídos na Diretriz KDIGO para a Avaliação e Controlo da IRC. Com base nisto, a NephroCare recomenda, por exemplo, medidas gerais de estilo de vida que melhoram a saúde cardiovascular, controlo da tensão arterial, interrupção do sistema renina-angiotensina-aldosterona (RAAS) e intervenção médica, conforme descrito abaixo.

Tensão arterial (TA)

O controlo da tensão arterial é provavelmente a intervenção mais eficaz para reduzir a velocidade da doença renal progressiva. A tensão arterial alta é tanto uma causa como uma complicação da IRC. A tensão arterial alta descontrolada pode acelerar a perda da TFG. Habitualmente, o controlo da tensão arterial requer uma combinação de medicamentos anti-hipertensores e modificações do estilo de vida.

As metas da tensão arterial não são claras na IRC. A recomendação de que todas as pessoas com doença renal devem atingir uma tensão arterial <130/80 mmHg baseia-se em dados observacionais. Alguns indivíduos podem sofrer acontecimentos adversos neste nível em comparação com uma tensão arterial-alvo <140/90 mmHg.2

IRC e risco de Insuficiência Renal Aguda (IRA)

Em pessoas com IRC, as recomendações detalhadas na Diretriz KDIGO AKI devem ser seguidas para o controlo das pessoas em risco de IRA durante a doença concomitante ou quando submetidas a investigação e procedimentos que poderão aumentar o risco de IRA.1

Ingestão de proteínas

A comunidade nefrológica sugere diminuir a ingestão de proteínas para 0,8 g/kg/dia em adultos com diabetes ou sem diabetes e TFG <30 ml/min/73 m2 (categorias G4-G5 da TFG), com uma educação apropriada.

Sugere-se evitar a ingestão elevada de proteínas (>1,3 g/kg/dia) em adultos com IRC em risco de progressão.1

Ingestão de sal

A comunidade nefrológica recomenda a diminuição da ingestão de sal para <90 mmol (<2 g) por dia de sódio (correspondente a 5 g de cloreto de sódio), em adultos. 1

Hiperuricemia

Não há evidência suficiente para apoiar ou refutar o uso de agentes para reduzir as concentrações séricas de ácido úrico em pessoas com IRC e hiperuricemia sintomática ou assintomática, para retardar a progressão da IRC.1

Estilo de vida

A comunidade nefrológica recomenda que as pessoas com IRC sejam incentivadas a realizar atividade física compatível com a saúde cardiovascular e tolerância (pelo menos 30 minutos cinco vezes por semana), atinjam um peso saudável (IMC de 20 a 25, de acordo com dados demográficos específicos de cada país), e deixem de fumar.1

Aconselhamento alimentar adicional

A comunidade nefrológica recomenda que indivíduos com IRC recebam informações e aconselhamento alimentar especializados no contexto de um programa de educação, em conformidade com a gravidade da IRC e a necessidade de intervir na ingestão de sal, fósforo, potássio e proteínas, quando indicado.1

Intervenção médica

Recomenda-se que os prescritores devem ter a TFG em conta aquando da dosagem do medicamento.1

Quando for necessária precisão para a dosagem (devido ao intervalo terapêutico ou tóxico estreito) e/ou as estimativas possam não ser fiáveis ​​(por exemplo, devido à baixa massa muscular), a comunidade nefrológica recomenda métodos baseados ena cistatina C ou na medição direta da TFG1

A interrupção temporária de medicamentos potencialmente nefrotóxicos e excretados por via renal é recomendada em pessoas com uma TFG <60 ml/min/1,73 m2 (categorias G3a-G5 da TFG) que têm doenças concomitantes graves que aumentam o risco de IRA. Estes agentes incluem, sem limitação: bloqueadores RAAS (incluindo inibidores da ECA, ARB, inibidores da aldosterona, inibidores diretos da renina), diuréticos, AINE, metformina, lítio e digoxina. 1

Recomenda-se que a metformina seja continuada em pessoas com TFG >45 ml/min/1,73 m2 (categorias G1-G3a da TFG); o seu uso deve ser revisto nas pessoas com uma TFG de 30–44 ml/min/1,73 m2 (categoria G3b da TFG); e deve ser descontinuado em pessoas com uma TFG<30 ml/min/1,73 m2 (categorias G4-G5 da TFG). 1

Também se recomenda a monitorização regular da TFG, eletrólitos e níveis farmacológicos de todas as pessoas que tomam agentes potencialmente nefrotóxicos, como os inibidores de lítio e calcineurina. 1

Recomenda-se que adultos com IRC procurem aconselhamento médico ou farmacêutico antes de usarem medicamentos de venda livre ou suplementos proteicos nutricionais. 1

Recomenda-se que as pessoas com IRC não usem remédios à base de plantas.1

Não devem ser negadas a pessoas com IRC terapêuticas para outras doenças, como o cancro, mas deve haver um ajuste de dose adequado dos medicamentos citotóxicos, de acordo com o conhecimento da TFG.1