Hemodiálise @ Domiciliária

Doente de hemodiálise domiciliária

A hemodiálise pode ser realizada em casa, ou num centro de diálise. A Hemodiálise Domiciliária (DAD) é uma boa escolha para os doentes que gostariam de continuar a trabalhar e preferem um estilo de vida independente e flexível. Os doentes que optam pelo tratamento domiciliário desempenham um papel ativo no seu tratamento de diálise.

São duas as diferentes modalidades de hemodiálise domiciliária:

  • Diálise Peritoneal.
  • Diálise Autónoma Domiciliária.

De facto, é possível qualquer combinação de tempo e frequência, o que faz da hemodiálise domiciliária um tratamento extremamente flexível.

A preparação

Antes de poder iniciar o seu tratamento de hemodiálise, precisa de um acesso. O seu acesso para diálise é a sua linha de vida e, como tal, deve ser planeado muito antes de iniciar o tratamento de diálise, na medida em que terá mais opções à escolha. O acesso para diálise é o ponto no corpo onde será inserida uma agulha ou um cateter para o tratamento de diálise, devendo ser criado vários meses antes do seu primeiro tratamento de hemodiálise.

Acesso Vascular

Braço com fístula

A criação do acesso vascular constitui uma importante etapa para uma hemodiálise bem sucedida. De facto, é necessário um bom acesso vascular para proporcionar um fluxo de sangue suficiente durante o tratamento. Tal garante a aplicação de um volume de sangue suficiente no processo de hemodiálise.

Existem três tipos de acesso vascular para a hemodiálise: fístula artero-venosa, enxerto artero-venoso e cateter venoso central (CVC).

Material necessário para a realização da Diálise Autónoma Domiciliária

Na hemodiálise domiciliária, necessita de uma máquina de diálise e de consumíveis idênticos aos utilizados nos tratamentos na unidade. Contudo, além disso, tem de dispor de um sistema de tratamento de água instalado em casa.

Durante cada tratamento, cerca de 120 a 150 l de dialisado fluem pelo dialisador. Calculada ao longo do período de um ano, esta é uma gigantesca quantidade de água com a qual o sangue do doente entra em contacto. Na água da torneira comum é possível encontrar-se químicos, minerais e, por vezes, bactérias. Habitualmente não causam quaisquer danos quando a água é usada como água potável. Contudo, para a diálise, é extremamente importante utilizar água altamente purificada. O sistema de tratamento de água é composto por filtros especiais, reservatórios de carvão, dispositivos de captura de bactérias e um sistema de osmose inversa (OI).

Disporá de um sistema de tratamento de água em miniatura instalado em casa. Antes de chegar à sua máquina de diálise, a água da torneira flui através de canalização e filtros especiais até à osmose inversa. Este sistema tem o tamanho de um armário pequeno. No decorrer da formação, aprenderá a mexer no sistema de tratamento de água.

Centrado à volta da máquina de diálise 5008S CorDiax, a Fresenius Medical Care desenvolveu um abrangente leque de produtos complementares otimizados que garantem a fiabilidade e a facilidade do tratamento de hemodiálise realizado pelo próprio ou com o auxílio de um parceiro.

Pode obter mais informações sobre os nossos produtos e terapêuticas avançados na secção cuidados de exceção.

Apoio e assistência

Médico a falar com uma doente

É-lhe pedido que vá a uma consulta no seu centro de diálise a cada 4 a 12 semanas. No decorrer desta visita é colhida uma amostra de sangue para determinar se ocorreram eventuais alterações desde a última consulta e se é necessário ajustar o seu tratamento. Em conjunto consigo, o seu médico analisará os resultados das análises laboratoriais, a sua ficha de medicamentos e a sua alimentação. Os seus registos domiciliários serão igualmente analisados para verificação dos sinais vitais, incluindo tensão arterial, pulsação, temperatura e peso. Será também examinado o seu acesso.

Prepare-se para as perguntas que o seu médico fará sobre o seu estado em geral, apetite, etc. É possível que um nutricionista e um assistente social estejam presentes na consulta. A hemodiálise domiciliária é sinónimo de trabalho de equipa. As suas informações são tão importantes quanto as informações dos profissionais. Assim, prepare-se bem para cada consulta.

Há muito para aprender e são necessárias algumas semanas para apreender tudo. Ao princípio, pode ser assustador e diferente... mas depois habitua-se e vai parecer que sempre realizou este procedimento. Como é evidente, disporá de uma linha telefónica disponível 24 horas por dia para onde poderá ligar se lhe surgirem dúvidas ou se precisar de ajuda quando estiver em casa. Não se esqueça: mesmo ao realizar tratamentos em casa, terá sempre o apoio de uma equipa que inclui profissionais médicos, nutricionistas e assistentes sociais. Eles ajudá-lo-ão a cada passo do caminho.

Consumíveis de diálise

A sua prescrição de diálise é especificada para as suas necessidades. O médico e o enfermeiro preenchem e assinam uma lista de prescrição com os seus consumíveis e as quantidades necessárias para o tratamento. Não se esqueça: as alterações à sua prescrição só poderão ser realizadas pelo seu médico!

O seu pedido inicial será processado pelo enfermeiro. Este contactará o futuro representante da assistência ao cliente e encomendará todos os consumíveis de que necessita para começar. Estes incluem dialisadores, concentrados, linhas de sangue, agulhas de fístula, seringas, etc., e quaisquer outros artigos que possam ser necessários como, por exemplo, um medidor da tensão arterial (se não integrado na máquina de diálise), estetoscópio e balanças. O representante da assistência ao cliente irá, então, contactá-lo para falarem sobre o calendário de administração.

Tópicos relacionados

Menina a caminho da escola

Veja a nossa experiência

Aprender a fazer a transição para a diálise em casa deu a Eda Saraç, 14 anos ...