Cuidados a ter com o cateter venoso central

Doente com CVC a conversar com um médico num centro de diálise

Cateter venoso central

O cateter venoso central, um tipo especial de cateter intravenoso (tubo), é indispensável nas unidades de diálise. Alguns doentes começam a hemodiálise sem acesso vascular permanente – e na maioria dos casos têm um cateter venoso central (CVC).

Porque necessita de um CVC

Esquema de um CVC

Se os vasos sanguíneos de um doente estiverem danificados ou se forem muito frágeis, não é possível a criação de um acesso. Os CVC são usados igualmente para tratamentos de emergências. Se um cateter venoso central for a melhor escolha para o seu tratamento de hemodiálise, um médico ou cirurgião irá inseri-lo numa veia central - numa veia jugular (pescoço), na veia subclávia (no peito), ou numa veia femoral (virilha).

Os cateteres venosos centrais oferecem um acesso imediato ao sistema sanguíneo. Os doentes com CVC podem mover os seus braços e mãos livremente durante a diálise porque as picadas da agulha são evitadas. No entanto, uma complicação a longo prazo dos cateteres - especialmente aqueles que são colocadas na veia subclávia - é que o vaso sanguíneo torna-se frequentemente estreito (estenose). Os CVC também representam um risco maior de infeção, e os doentes tem que ter cuidado com a sua higiene diária se as suas atividades de lazer implicarem nadar ou tomar banho. Às vezes, o CVC faz com que seja difícil obter fluxos sanguíneos elevados, e que podem afetar a eficácia da remoção de toxinas.

Cuidados a ter com o CVC

Os cuidados a ter com o CVC são geralmente da responsabilidade dos enfermeiros. O local de saída do cateter deve ser limpo durante cada tratamento de diálise. O enfermeiro deve usar equipamento de proteção individual. O doente deve usar uma máscara enquanto o curativo estiver a ser aplicado, e em qualquer momento que o cateter for aberto, tal como acontece durante os procedimentos de conexão e desconexão.

As suturas para cateteres não-encapsulados devem permanecer no seu local durante o tempo que o cateter estiver inserido. Se tiver um cateter encapsulado, as suturas devem ser removidas uma vez a braçadeira do cateter tiver sido colocada no sítio.