A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Cuidados a ter com o acesso vascular

Verificar o acesso vascular

Uma vez que o acesso vascular desempenha um papel fundamental no tratamento de diálise, é muito importante mantê-lo em boas condições. O seu acesso precisa de ser verificado todos os dias! Esta avaliação deve ser feita regularmente através de um exame físico, isto requer a observação, palpação e auscultação na procura de sinas e sintomas.

Ao olhar para o braço com fístula, esteja alerta para quaisquer sinais de vermelhidão/inchaço que nele possam surgir.

Uma forma de verificar se existe um bom fluxo de sangue através da fístula é usar um estetoscópio para ouvir um som chamado "sopro". Poderá pedir à sua equipa NephroCare que lhe mostre como pode fazer isso.

A forma mais fácil é colocar a mão sobre o acesso. Vai sentir uma sensação de tremor/vibração Verificar se existe infeção ou alterações na temperatura.

Por favor, siga algumas regras simples de forma a minimizar o risco de infeção ou trombose, que são os perigos mais comuns para o seu acesso vascular:

Deixe o sangue fluir livremente

Evite qualquer tipo de pressão sobre o membro do acesso vascular, pois isso, pode levar à trombose, especialmente com a tensão arterial baixa. Deverá evitar o seguinte:

  • Usar roupas apertadas e objetos como relógios ou pulseiras que possam causar a compressão da fístula.
  • Deitar-se sobre o membro do acesso.
  • Carregar pesos ou fazer outros esforços.
  • Medir a tensão arterial no membro do acesso.
  • Permitir colheitas de sangue para análise no membro do acesso vascular.
  • Expôr-se em excesso ao calor.

Se sentir qualquer destes sintomas: vermelhidão, inchaço, dor, aumento da temperatura na zona da fístula, por favor contate imediatamente o seu médico ou a sua equipa de diálise.

Cuidados a ter com o acesso vascular

Tão importante como o tratamento de hemodiálise é a higiene do acesso vascular. Os cuidados de higiene com o seu membro do acesso arteriovenoso, são fundamentais para prevenir a ocorrência de infeção.

  • Lave o braço do acesso com sabão antes de entrar para a sala de diálise.
  • Retirar os pensos cerca de 8h após terminar o tratamento.
  • Palpar o acesso vascular pelo menos duas vezes por dia para sentir o frémito (tremor/vibração) que sente quando coloca os dedos sobre o acesso e que indica a passagem do sangue no interior do mesmo.
  • Verificar se existe dor local e observar se existe edema (inchaço no membro do acesso vascular), infeção (presença de líquido amarelado) ou alterações na consistência (endurecimento), temperatura (aumento de calor) ou cor da pele.

Proteja o seu acesso vascular contra lesões

  • Evite as atividades que possam causar ferimentos no membro, tais como levantar objetos pesados, malas e caixotes. Por exemplo, quando vai às compras, leve um carrinho em vez de um cesto, e não use o membro do acesso para carregar os sacos pesados do supermercado até casa.
  • Pratique desportos que não coloquem em risco o seu acesso, por exemplo, corra ou ande de bicicleta.

Ter cuidado com a temperatura

As temperaturas muito altas ou baixas também podem ter efeitos adversos sobre o acesso, e levar à trombose. É recomendável não se expor:

  • Ao calor excessivo (por exemplo, sauna ou banho turco), uma vez que induz à dilatação dos vasos e reduz a pressão arterial e o fluxo sanguíneo. Se sair de casa num dia muito quente, tente ficar à sombra.
  • Ao frio excessivo. Isto induz à dilatção dos vasos e com isso, a diminuição do fluxo sanguíneo nos membros, especialmente no membro do acesso. Em dias muito frios, lembre-se de usar roupas mais quentes para quando sair de casa.