Trabalhar como médico

A escolha da área de especialização médica não é uma decisão fácil. Para que a vida profissional de um médico seja gratificante, é necessário ponderar vários fatores, tais como: a complexidade e a importância da especialidade, o prestígio profissional que se pode adquirir e, igualmente importante, as oportunidade de emprego e condições de trabalho concretas nessa especialidade.

A nefrologia é uma área da medicina que cumpre favoravelmente todos esses requisitos. Por este motivo, queremos apresentar informações relevantes aos médicos motivados para os poder ajudar a escolher esta importante área de especialização.

Quais são os principais motivos para um médico optar pela especialização em nefrologia?

Estatuto profissional

Nos últimos 60 anos, a nefrologia evoluiu e tornou-se numa das principais especialidades médicas, devido às funções extremamente importantes dos rins no corpo humano e ao seu envolvimento em várias doenças agudas e sistémicas que não são doenças renais primárias (p. ex., doenças autoimunes e doenças hematológicas).

Os nefrologistas são altamente valorizados em todos os hospitais porque são especialistas na gestão de alterações eletrolíticas e do metabolismo a nível do equilíbrio ácido-base, da hipertensão arterial e de doenças autoimunes e metabólicas. É frequente os nefrologistas serem consultados por outros médicos para dar resposta ao que outras especialidades médicas não conseguem responder.

O trabalho

O trabalho do nefrologista engloba uma vasta gama de tratamentos clínicos. Existem poucos campos da medicina que lidem com tantos processos corporais como a nefrologia: produção de hormonas, gestão da tensão arterial, controlo da anemia, manutenção da densidade óssea e manutenção do equilíbrio dos fluídos e de eletrólitos. É frequentemente um trabalho desafiante, uma vez que o nefrologista tem de ter um grande conhecimento em medicina interna. Provavelmente, este será o motivo pelo qual tantos médicos se interessam por esta especialidade.

A doença renal pode causar várias complicações e a sua progressão pode ter vários efeitos negativos, incluindo condições potencialmente fatais. Um nefrologista experiente pode tratar a insuficiência renal aguda e crónica, evitando ou abrandando a progressão das duas condições e melhorando a qualidade de vida dos doentes renais. Isso significa que o nefrologista pode encaminhar os doentes para diálise ou transplante renal, os únicos tratamentos para a doença renal em fase terminal.

Cuidados direcionados para o doente

A gestão bem-sucedida da doença renal e da insuficiência renal não é possível sem um grande envolvimento dos doentes. Será essencial uma boa comunicação para estabelecer uma ligação eficaz com os doentes e familiares. É importante estar disposto a estabelecer essa interação para ganhar a confiança e conseguir o compromisso por parte dos doentes. Estas competências sociais e a inteligência emocional são bastante desenvolvidas ao longo de uma carreira em nefrologia.

Atividade científica

A nefrologia é uma área onde estão a ser feitas várias descobertas científicas e onde ainda há muito por descobrir. Por isso, a maior parte dos médicos pode facilmente participar em atividades científicas. É incentivada a publicação e apresentação desses trabalhos, tornando-os disponíveis para os seus pares.

Condições de trabalho

Normalmente, trabalhar na área de nefrologia ou numa unidade de diálise significa uma exposição mais reduzida dos médicos a perigos para a saúde (p. ex., contaminação viral, radiação, químicos) em comparação com as outras especialidades médicas. Outra vantagem são os horários de trabalho, uma vez que são normalmente constantes e bem organizados, um aspeto essencial quando alguém tem ou planeia ter uma família.

Uma das opções de carreira de vários médicos, maioritariamente nefrologistas, é o trabalho relacionado com diálise. É um campo com várias vantagens que se adapta muito bem a um determinado período da vida profissional ou enquanto opção de carreira a longo prazo.

Quais são os principais motivos para um médico optar pela especialização em nefrologia?

O trabalho na área de diálise

O trabalho propriamente dito é muito importante, uma vez que pode contribuir muito para aumentar a qualidade de vida dos doentes com doença renal terminal (IRC), bem como a sua esperança de vida. Contudo, comparativamente a outras áreas de prática médica, a diálise é menos stressante, envolvendo habitualmente procedimentos de tratamento padrão e uma menor exposição a casos em que os doentes estão em situações potencialmente fatais. Isso permite aos médicos ter mais tempo para comunicar com os seus doentes e focar-se realmente na gestão da doença, tendo assim um maior impacto na melhoria do bem-estar dos doentes.

Segurança pessoal

As unidades de diálise da Fresenius Medical Care são ambientes de trabalho altamente uniformizados, baseados nas nossas diretrizes de arquitetura. Existem procedimentos rigorosos de higiene e controlo de infeções, o que torna uma unidade de diálise um ambiente de trabalho seguro e agradável.

Equilíbrio entre a vida profissional e pessoal

Os fluxos de trabalho normalmente padronizados e os horários constantes de uma unidade de diálise podem ser vantagens para um melhor equilíbrio entre a vida profissional e familiar. Existem menos acontecimentos inesperados. Não é habitual haver turnos à noite e ao domingo e o volume de trabalho é previsível. Tudo isto é compatível para quem pretende fazer um doutoramento, constituir família e ter tempo para estar com ela ou simplesmente desfrutar da vida fora do trabalho.

Vencimento e benefícios

Os médicos de diálise são muito procurados e conseguem encontrar oportunidades de emprego praticamente em todo o mundo. Os níveis de remuneração são normalmente muito bons. Não é necessário dizer que, enquanto líder mundial de produtos e serviços de cuidados renais, a Fresenius Medical Care sabe que os médicos são um recurso valioso e empenha-se em manter elevada a satisfação dos médicos.